Grupo Cidade
Sindicatos de mais de 70 municípios são contra o retorno das aulas presenciais, diz Fetamce

Organização ameaça deflagrar uma “greve sanitária” por parte dos trabalhadores da educação

Foto: Divulgação

Pelo menos 74 municípios do Ceará são contra o retorno das aulas presenciais, previsto no novo decreto estadual, anunciado pelo governador Camilo Santana (PT) e publicado no último sábado, 24. O documento prevê o retorno das aulas até o 9º ano do Ensino Fundamental com até 40% da capacidade.

O levantamento foi feito pela Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce), que entrou em contato com os sindicatos de servidores públicos de cada município para saber o posicionamento das prefeituras. Segundo a presidente da Fetamce, Enedina Soares, o levantamento ainda não foi finalizado e o número de municípios deverá aumentar.

Em publicação oficial no site da Fetamce, a organização repudia a decisão do governador e ainda anuncia uma possível greve sanitária. 

“Queremos que o governador siga seu compromisso de defesa da vida e o que precisamos nesse momento é a garantia do recebimento de cesta de alimentação escolar em tempo hábil, que sejam entregues tablets e internet para estudantes e professores, auxílio emergencial de R$ 600,00 para as famílias e a vacinação em massa. Não aceitaremos aglomerar crianças, jovens e adultos em ambientes não propícios, por isso os trabalhadores em educação de todo o Ceará podem deflagrar uma greve sanitária para defender a vida”, diz o texto. 

Com o novo decreto, fica de responsabilidade do município a decisão do retorno, visto que o ensino fundamental é de competência municipal. Segundo a presidente, é necessário que haja uma preparação por parte dos municípios para realmente conseguir reabrir as escolas, visto que, diferente de escolas particulares, são necessárias licitações por parte dos municípios para um verdadeiro ajuste. 

“Com o decreto, ficou sob responsabilidade dos municípios voltar ou não. Como a gente sabe que as escolas públicas não estão preparadas, precisa haver um planejamento. Estamos ainda com falta de profissionais, como professores, merendeiras e profissionais da limpeza. A licitação da merenda escolar não foi feita, nem todo município tem transporte escolar próprio… Tem que ter licitação de EPI, álcool em gel e mais uma série de adaptações que não foram realizadas”, destaca.

Com quarenta alunos por turma, mesmo com a limitação da capacidade em 50%, os 20 estudantes não teriam condição de manter um distanciamento de 1,5 metro por pessoa, de forma a causar aglomerações. A presidente ainda critica o fato dos profissionais da educação fundamental no Ceará não terem entrado no grupo prioritário da vacinação contra Covid-19. “A gente precisa avançar no plano de vacinação da população para pensar no retorno às aulas”.

A presidente destaca que a Fetamce ainda está planejando um dossiê para apresentar ao Ministério Público para tentar argumentar que o ensino fundamental do Ceará ainda não tem condições de retornar às aulas presenciais. 

Veja a lista, atualizada na noite desta quarta-feira, 28:

1. Acaraú

2. Altaneira

3. Amontada

4. Antonina do Norte

5. Apuiarés

6. Aquiraz

7. Aratuba

8. Assaré

9. Banabuiu

10. Beberibe

11. Brejo Santo

12. Caninde

13. Capistrano

14. Cascavel

15. Crateús

16. Crato

17. Eusébio

18.General Sampaio

19. Graça

20. Guaraciaba do Norte

21. Hidrolândia

22. Ibaretama

23. Ibiapina

24. Independencia

25.Ipaumirim

26. Ipueiras

27. Iracema

28. Itapajé

29. Itapipoca

30. Jaguaribara

31. Jaguaribe

32. Jijoca de Jericoacoara

33. Jucás

34. Lavras da Mangabeira

35. Madalena

36. Mauriti

37. Milagres

38.  Milhã

39. Morada Nova

40. Mulungu

41. Nova Olinda

42. Orós

43. Pacatuba

44. Pacajus

45. Pacujá

46. Paramoti

47. Poranga

48. Quixadá

49. Quixeramobim

50. Russas

51. Saboeiro

52. Senador Pompeu

53. Tamboril

54. Tarrafas

55. Tejucuoca

56. Trairi

57.Tururu

58. Uruburetama

59. Choró

60. Ibicuitinga

61. Cedro 

62. Barreira 

63. Acarape

64. Jardim

65. Guaiuba

66. Santa Quitéria 

67. Caririaçu 

68. Guaramiranga

69. Barbalha 

70. Horizonte

71. Icó 

72. Varjota

73. Piquet Carneiro 

74. Pentecoste

COMENTÁRIOS