Leonardo Boff está entre os palestrantes do evento Economia de Francisco

Participa junto ao ecoteólogo, Padre Vilson, também da Teologia da Libertação.

Teologia da Libertação ganha espaço no Vaticano no pontificado do Papa Francisco. 

 

O evento Economia de Francisco acontece de 19 a 21 de novembro e  conta com a participação de grandes expoentes da Teologia da Libertação. Com o objetivo de propor uma nova ordem econômica,chamada pelos especialistas de pós-capitalismo, o encontro  acontece em Assis, na Itália,  com transmissão pela internet, limitação imposta pela pandemia do novo coranvírus. Nesta sexta-feira, dia 20, dois brasileiros estão entre os palestrantes principais, Leonardo Boff e Padre Vilson Gronh. De acordo com o site oficial do evento, a dupla vai conversar com os participantes do fórum sobre o tema "Responsabilidade socioecológica: visão global, ações territoriais', no período da tarde. 

 

Leonardo Boff é um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT), amigo íntimo de Lula e um dos ideólogos da Teologia da Libertação, ramo da Teologia criado na América Latina fundamentado no revisionismo bíblico, pastoral e eclesial  à luz das categorias filosóficas, principalmente ligadas ao Marxismo. O filósofo alinhado com as pautas esquerdistas foi silenciado pelo Vaticano na década 80 por conta de publicações pouco ortodoxas, com potencial teor para causar confusão de fé entre os crentes. 

Programação oficial do evento Economia de Francisco. 

 

Quase 40 anos depois, a figura de Boff é resgatada do limbo teológico pelo pontificado de Francisco, ao qual o ecoteólogo tem colaborado. Em 2016, em entrevista a um jornal alemão, o padre casado revelou que Papa Francisco  havia lhe solicitado material para uso na  encíclica sobre o meio ambiente, Laudato Si. Três anos depois, o Santo Padre  lhe escreveu uma carta parabenizando-o pelos seus 80 anos de vida. Francisco escreveu na ocaisão  que continua a ler alguns de seus livros e que estava orando por Boff e sua esposa.  

 

 

COMENTÁRIOS