Presbitério de Basílica é usado para apresentação Hare Krishna

Centro Dom Bosco convoca fiéis para a reparação da profanação.


Fiéis convocam ato de desagravo. Foto: reprodução do Youtube. 

 

O presbitério da Basílica de Nossa Senhora da Conceição, no Botafogo, Rio de Janeiro, serviu de palco para uma  apresentação  Hare Krishna no dia 24 de novembro. Pedro Affonseca, Presidente do Centro Dom Bosco, conta que muitos fiéis denunciaram o ato de profanação na presença do Santíssimo Sacramento. O presidente chamou atenção para o teor das músicas e do culto realizado no espaço sagrado para os católicos, além de destacar as roupas indecorosas utilizadas pelos participantes. 

 

Pedro relata que o cardeal Dom Orani João Tempesta não tinha conhecimento do episódio, embora os participantes do ato tenham agradecido a ele no final do vídeo. "Isso é inaceitável, não podemos aceitar como fiéis leigos. Nossos Bispos contam consoco e precisam da nossa ajuda para que esses fatos sejam denunciados e não voltem mais a acontecer. Trata-se de uma inaceitável ofensa a Deus", frisou Pedro. 

O fiel ainda relembrou episódios de um ano classifcado por ele como difícil. "Depois de testemunharmos baile funk no Santuário do Cristo Redentor, depois de testemunharmos blasfêmias da cantora Alcione - também em paróquia ligada ao Cristo Redentor, nossoas autoridades proibiram da cantora Anitta não se apresentar no Santuário do Cristo Redentor. Isto prova que a denúncia surte efeito quando ela se torna pública como neste caso", exemplificou Pedro. 
 

O presidente do Centro Dom Bosco convocou o laicato para um ato de repação. "Conclamamos os fiéis para que no dia da Imaculada Conceição , padroeira daquela paróquia, dia 8 de dezembro, nos reunamos em frente à  Basílica para a recitação do santo Rosário em reparação a este ato de profanação no dia da padroeira", disse. 

COMENTÁRIOS