Grupo Cidade
Grupo Mulheres do Brasil lança projeto pela reinserção de egressas do sistema prisional

O projeto deverá atingir, inicialmente, 10 mulheres, integrantes do Programa Um Novo Tempo do Poder Judiciário

Grupo Mulheres do Brasil. Foto: Divulgação

Com o objetivo de contribuir com a reinserção social de egressas do sistema prisional do Ceará, o Grupo Mulheres do Brasil Fortaleza anuncia o projeto “Vozes da Liberdade”, que tem como foco a contribuição financeira para as mulheres e a orientação para o empreendedorismo. 

O projeto deverá atingir, inicialmente, 10 mulheres, integrantes do Programa Um Novo Tempo do Poder Judiciário. A proposta é que as participantes se dividam em grupos de cinco pessoas. Cada uma receberá um empréstimo de R$ 2 mil para custos e orientação sobre Gestão Financeira, práticas socioemocionais e aprimoramento técnico.

Após a orientação, a ideia é que as participantes produzam peças artesanais a partir de designs do artista Erico Gondim. As peças serão compradas pela plataforma Terrartesã, site de e-commerce criado durante a pandemia com o objetivo de fortalecer o artesanato local. A iniciativa é financiada pelo Fundo Dona de Mim, projeto que fortalece empreendedoras individuais que foram impactadas pela pandemia do novo coronavírus. 

O lançamento, que acontece na próxima terça-feira, 14, às 8h30min, no hotel Blue Tree Towers, contará com a presença da presidente do Fundo Dona de Mim, Sônia Hess; das líderes locais Annette de Castro, Vera Lima e Ethel Whitehurst; além das instituições parceiras que apoiam a execução do Projeto Vozes da Liberdade e líderes dos comitês do Grupo. 

O Grupo Mulheres do Brasil é composto por mais de 92 mil mulheres de todo o Brasil e alguns outros países e objetiva destacar o protagonismo feminino em diversas áreas e segmentos. A proposta é realizar ações de forma a discutir temas como educação, empreendedorismo, igualdade de gênero e racial, combate à violência contra a mulher e outros temas de interesse social.

 

COMENTÁRIOS