Vacina contra Covid-19 será distribuída no Ceará por meio de transporte aéreo e terrestre, diz Sesa

Na manhã desta sexta-feira, 15, o governador Camilo Santana (PT) visitou o Centro de Distribuição de Medicamentos da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), em Maracanaú

Foto: Divulgação

Com a previsão de chegada da vacina contra o novo coronavírus ainda neste mês para todas as capitais do Brasil, o Governo do Ceará já anunciou um plano de logística que irá adotar para a distribuição das dos imunizantes pelo Estado. 

Na manhã desta sexta-feira, 15, o governador Camilo Santana (PT) visitou o Centro de Distribuição de Medicamentos da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), em Maracanaú, local onde serão armazenadas as seringas e agulhas. 

No Estado, a previsão é que até o próximo dia 19, todos os 184 municípios cearenses estejam equipados com seringas e agulhas. A informação foi confirmada para a Frisson pela presidente do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems-CE), Sayonara Cidade, que reiterou que houve uma antecipação do cronograma anteriormente previsto. Segundo ela, o adiantamento foi “decisão do Governo do Estado, coordenador da campanha”. 

“Estamos aguardando a liberação da Anvisa para as vacinas que estão sendo adquiridas pelo Ministério da Saúde. Há uma perspectiva muito positiva para que a gente possa iniciar ainda esse mês. Já temos seringas, agulhas, álcool, algodão. A Secretaria (da Saúde) comprou vários refrigeradores e distribuiu 160 nos municípios. Estamos preparando toda a logística para entregar e distribuir essa vacina o mais rápido possível aos municípios. Vamos fazer isso de forma aérea, com helicópteros, e também por terra, com veículos”, disse Camilo, em nota enviada para a imprensa. 

Segundo o secretário de saúde do Estado, Dr. Cabeto, o próximo passo é aguardar a chegada das vacinas. Cabeto ainda reiterou que o Estado realizou compra de seringas, agulhas e refrigeradores. A ideia é que o Estado não dependa somente das doses fornecidas pelo Governo Federal. 

De acordo com anúncio feito pelo prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), a vacinação na Capital deve começar ainda na próxima quarta-feira, 20. O prefeito participou de reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, nesta quinta-feira, 14. Ainda segundo o prefeito, o cronograma vai depender somente da liberação das vacinas Coronavac e a da farmacêutica AstraZeneca pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

Grupo Prioritário

Os primeiros a serem vacinados, na primeira fase, serão profissionais da saúde, população idosa a partir dos 75 anos de idade, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (como asilos e instituições psiquiátricas) e população indígena. Já na segunda fase, entram pessoas de 60 a 74 anos. 

Por fim, o terceiro grupo a ser vacinado serão pessoas com comorbidades (como portadores de doenças renais crônicas e cardiovasculares). As informações são do Plano Nacional de Imunização

Sesa indica cadastro para unidades de saúde

As secretarias municipais de saúde dos 184 municípios cearenses devem realizar cadastros dos vacinadores e das unidades de saúde no Sistema de Cadastro de Permissão de Acesso (SCPA). A orientação é da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), que indica que o cadastro irá possibilitar o acesso e digitação dos dados (registro de vacinados) no Módulo Covid-19 do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SIPNI), do Ministério da Saúde.

Os vacinadores e responsáveis pela digitação têm até esta quarta-feira, 13, para realizar o cadastro das unidades de saúde no SCPA e solicitar acesso ao novo Sistema de Informação do Ministério. A Secretaria preparou inclusive um tutorial on-line de como realizar o cadastro.

 

COMENTÁRIOS