Sarto reitera que vacinação em Fortaleza deve começar a partir de quarta-feira, 20

O prefeito indicou que participou da reunião remota com o ministro de saúde, Eduardo Pazuello

Foto: Divulgação

O prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), anunciou em suas redes sociais que a vacinação na Capital deve começar ainda na próxima quarta-feira, 20. Segundo a publicação, o cronograma vai depender somente da liberação das vacinas Coronavac e a da farmacêutica AstraZeneca pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

O prefeito indicou que participou da reunião remota com o ministro de saúde, Eduardo Pazuello, em encontro virtual com a Frente Nacional de Prefeitos. Na reunião, que contou com cerca de 130 prefeitos, Pazuello indicou que a previsão da pasta é ter 8 milhões de doses de imunizantes ainda em janeiro.  

Nas redes sociais, o prefeito discutiu sobre a possibilidade de adicionar trabalhadores da educação ao grupo de prioridades para a vacina, indicando haver enviado um apelo ao Ministério da Saúde. “Quero reiterar a demanda de companheiros de priorizar o grupo trabalhadores em educação. Acho que é  uma problemática bem comum a todas as capitais e ao Brasil. A rede de Fortaleza tem 235 mil alunos e somos, trabalhadores, ao torno de 16 mil”, declarou o prefeito. 

"Participei hoje de reunião remota com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e a Frente Nacional de Prefeitos (FNP). Pazuello informou que as primeiras doses da vacina contra a Covid-19 serão distribuídas em todo o país a partir de segunda-feira (18) e, assim, podemos iniciar a vacinação na quarta-feira (20) da semana que vem. Esse cronograma depende da liberação das vacinas Coronovac e Astrazeneca pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Na reunião, solicitei ao representante do Governo Federal que considere, tanto quanto possível, a inclusão dos profissionais da educação entre os grupos a serem imunizados prioritariamente". (José Sarto)

Grupo Prioritário

Os primeiros a serem vacinados, na primeira fase, serão profissionais da saúde, população idosa a partir dos 75 anos de idade, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (como asilos e instituições psiquiátricas) e população indígena. Já na segunda fase, entram pessoas de 60 a 74 anos. 

Por fim, o terceiro grupo a ser vacinado serão pessoas com comorbidades (como portadores de doenças renais crônicas e cardiovasculares). As informações são do Plano Nacional de Imunização

Leia também | Veja como se cadastrar para a vacina da Covid-19; Grupo prioritário será primeiro a ser vacinado

Sesa indica cadastro para unidades de saúde

As secretarias municipais de saúde dos 184 municípios cearenses devem realizar cadastros dos vacinadores e das unidades de saúde no Sistema de Cadastro de Permissão de Acesso (SCPA). A orientação é da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), que indica que o cadastro irá possibilitar o acesso e digitação dos dados (registro de vacinados) no Módulo Covid-19 do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SIPNI), do Ministério da Saúde.

Os vacinadores e responsáveis pela digitação têm até esta quarta-feira, 13, para realizar o cadastro das unidades de saúde no SCPA e solicitar acesso ao novo Sistema de Informação do Ministério. A Secretaria preparou inclusive um tutorial on-line de como realizar o cadastro.

 

COMENTÁRIOS