Prefeitura anuncia medidas para minimizar o impacto das chuvas em Fortaleza

A quadra chuvosa do Ceará geralmente corresponde aos meses de fevereiro a maio

Foto: Divulgação Funceme

A Prefeitura de Fortaleza anunciou na manhã desta segunda-feira, 11, o plano de trabalho preventivo para a quadra chuvosa de 2021. A apresentação do projeto ocorreu em evento no Paço Municipal, em que o Comitê da Quadra Chuvosa se reuniu com o prefeito José Sarto (PDT) para apresentar medidas para minimizar o impacto das chuvas na Capital. 

Foi o primeiro encontro entre o novo chefe do executivo com o Comitê, que corresponde aos órgãos municipais e estaduais relacionados à temática. A quadra chuvosa do Ceará geralmente corresponde aos meses de fevereiro a maio. Entretanto, segundo anúncio do prefeito, o quadro só será definido após relatório oficial da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), que deve ser liberado no próximo dia 19.

“[O Comitê] é um conjunto de atores que procuram prevenir as possíveis e já conhecidas demandas em decorrência da quadra chuvosa. Algumas são irreversíveis, como a questão da [avenida] Heráclito Graça, que há uma história que para resolver o problema, é preciso uma intervenção a longo prazo, a custos elevados, e nesse ano de 2020, a nossa prioridade teve que ser hierarquizada para cuidar da vida, em relação à pandemia”, justificou o prefeito. 

Ainda na live, o prefeito destacou três ações realizadas pela prefeitura: a limpeza de canais, desentupimento de bueiros e conscientização de famílias que vivem na área de risco. “Tem um problema que é secular. As famílias voltam para as áreas de risco e é feito todo um trabalho de manejo social, de abordagem com essa famílias”. 

O plano

O plano de trabalho preventivo direcionado à quadra chuvosa de 2021 tem como foco ações assistenciais voltadas à saúde, à drenagem e à limpeza urbana. Além de visitas domiciliares para a prevenção do mosquito Aedes aegypti,  a proposta é realizar a prevenção de roedores, de forma a evitar a leptospirose e realizar uma restruturação de 23 unidades de saúde para o combate de arboviroses (dengue, Zika vírus, febre chikungunya e febre amarela). 

Com diversas ações de conscientização, o plano envolve a inspeção em locais estratégicos em parceira com a Agência de Fiscalização (Agefis). 

Os bairros contemplados pelas ações serão: Álvaro Weyne, Cristo Redentor, Barra do Ceará, Jacarecanga, Jardim Guanabara, Pirambu, Vila Velha, Joaquim Távora, Luciano Cavalcante, Papicu, São João do Tauape, Vicente Pinzón, Antônio Bezerra, Bonsucesso, João XXIII, Pici, Presidente Kennedy, Quintino Cunha, Rodolfo Teófilo, Couto Fernandes, Vila Peri, Montese, Bom Jardim, Canindezinho, Conjunto Ceará I, Granja Portugal, José Walter, Mondubim, Maraponga, Planalto Ayrton Senna, Parque Genibau, Siqueira, Aerolândia, Barroso, Boa Vista, Edson Queiroz, Jangurussu, Conjunto Palmeiras, Lagoa Redonda, Messejana, Passaré, Paupina, Centro e Praia de Iracema. 

COMENTÁRIOS