Super Bowl 2021: as marcas que já garantiram presença

Apesar das incertezas em relação ao evento trazidas pela pandemia, alguns anunciantes já adquiriram espaço no intervalo do jogo, marcado para 7 de fevereiro

 

 

 

 

 

 

 

O surgimento de uma segunda onda de contágio e as incertezas econômicas e sociais provocadas pela Covid-19 ainda deixa incerto o cenário da realização da edição 2021 do Super Bowl, evento esportivo de maior audiência televisiva nos Estados Unidos. Ainda assim, grandes anunciantes preferiram não se arriscar e já garantiram presença na final da NFL, marcada para 7 de fevereiro, em Tampa, na Flórida.

A CBS, rede de TV que exibirá o Super Bowl nos Estados Unidos, já esgotou as vendas para a área mais nobre do break (o comercial que entra no ar assim que o intervalo começa). Há, ainda, bastante espaço para as marcas que quiserem aparecer no intervalo do jogo, segundo apurou o Advertising Age.

Além de ser responsável por gerar a maior audiência em transmissão televisiva nos Estados Unidos, o Super Bowl também carrega o título de detentor do intervalo comercial mais caro do mundo. Em 2021, cada anunciante que quiser exibir um filme de 30 segundos no intervalo terá de investir cerca de US$ 5,6 milhões. Embora alto, o valor segue os padrões do cobrado em 2020.

Há, no entanto, incertezas em relação à capacidade de investimentos de marcas que costumam anunciar no evento por conta dos efeitos da pandemia nos diferentes setores econômicos. Empresas do segmento de turismo e estúdios de cinema, por exemplo – que costumam sempre aparecer no intervalo do Super Bowl – foram fortemente afetadas pelas medidas de restrição no combate à pandemia.

Algumas grandes marcas, no entanto, já garantiram seu espaço e começam a preparar os comerciais que serão exibidos no intervalo da final. Veja quais são e o que elas reservam para o evento:

Anheuser-Busch Inbev

Cervejaria exclusiva do SuperBowl, a companhia costuma veicular diversos anúncios ao longo do jogo. Em 2020, foram quatro filmes diferentes, para promover as marcas Bud Light / Bud Light Seltzer e Michelob Ultra. Há a expectativa de que a companhia use os espaços para promover sua categoria de seltzer (drinques prontos para beber).

M&M’s

A marca deve ir ao ar no primeiro intervalo do jogo e a expectativa é de que a campanha traga uma mensagem de positividade e bom humor, com o conceito de inspirar as pessoas a buscarem novas formas de se conectar.
super bowl
 

MTN Dew (PepsiCo)

A marca de refrigerantes da PepsiCo vai marcar presença no intervalo do jogo pelo segundo ano consecutivo, com um comercial de 30 segundos.

Pringles (Kellog’s)
Pelo quarto ano consecutivo, a marca vai exibir um comercial de 30 segundos no Super Bowl e deve seguir a linha das campanhas que já vem promovendo, que destacam as combinações de sabores.

Toyota

A montadora ainda não confirmou quantos filmes irá exibir na final da NFL, mas já garantiu presença no evento pelo quarto ano consecutivo. Em 2020, a empresa exibiu um filme de 60 segundos para divulgar seu SUV Highlander, em que Highlander salvava as pessoas e todos os tipos de desastres, desde vazamentos químicos até de ataques alienígenas.

TurboTax

Há oito anos presente no SuperBowl, a empresa de software de pagamentos veiculará um comercial no Super Bowl. Em 2020, as campanhas da marca procuraram destacar que, independentemente das diferenças, as pessoas têm em comum o fato de precisar pagar impostos.

WeatherTech

A marca também estará no jogo pelo oitavo ano consecutivo e deve, mais uma vez, se apoiar em uma mensagem ‘pró-América’.

Com informações do Advertising Age

COMENTÁRIOS