Apesar de alta em número de casos, novo decreto libera aulas presenciais em todo Ensino Fundamental

Em relação aos comícios eleitorais, o governador declarou que a responsabilidade das eleições é do Tribunal Regional Eleitoral

Foto: Governo do Estado/ Divulgação

Mesmo com um aumento no número de casos do novo coronavírus na última semana, o novo decreto estadual publicado no Diário Oficial do Ceará no último domingo, 25, autoriza o retorno das aulas presenciais em todo o Ensino Fundamental na Região de Saúde de Fortaleza. A delimitação equivale à Capital e mais 42 municípios do Ceará, entre Aquiraz, Beberibe, Cascavel, Caucaia, Eusébio e Pindoretama. 

O 3º ao 8º ano poderão retornar presencialmente com até 35% da capacidade. Já o 1º, 2º e 9º anos, que haviam sido liberados, terão agora 50%. Já a Educação Infantil foi ampliada para 75%. Já universidades seguem com o ensino à distância. A determinação vale tanto para escolas estaduais quanto particulares. O decreto também passa a proibir eventos festivos em ambientes fechados

Já a Prefeitura de Fortaleza anunciou no dia 1º de outubro que as escolas rede de ensino municipal não devem retornar com aulas presenciais em 2020.

A determinação é resposta ao aumento de 72% do número de casos confirmados entre a semana do dia 11 e 17 de outubro na Região de Saúde de Fortaleza, segundo boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde. Durante esse período, foram 743 novos casos do novo coronavírus.

Com o documento, o isolamento social também foi renovado pelo menos até o próximo 1º de novembro. 

Em relação aos comícios eleitorais, que vêm acontecendo durante o mês de outubro devido às eleições municipais e que vêm registrando aglomerações por todo o Estado, o governador declarou, em áudio enviado pela assessoria de imprensa, que a responsabilidade das eleições é do Tribunal Regional Eleitoral. 

“O que o comitê identificou nas outras semanas foi um aumento de confirmações de casos e que um dos motivos foram as aglomerações, entre festas e a preocupação com as questões das aglomerações nas campanhas eleitorais. Desde o primeiro momento, oficializei ao tribunal [eleitoral] a necessidade de medidas importantes para evitar essas aglomerações em todos os municípios cearenses. Tenho conhecimento que vários juízes já tomaram uma série de medidas no interior. (...) Vamos continuar fortalecendo essa questão, até porque a responsabilidade das eleições compete ao Tribunal Regional Eleitoral”, explicou Camilo. O áudio foi gravado durante a inauguração de uma nova Policlínica em Fortaleza, na manhã desta segunda, 26.

 

COMENTÁRIOS