Grupo Cidade
Com aumento de casos de Covid, companhias aéreas se pronunciam sobre alterações em voos e cuidados

Dessa forma, a Frisson conversou com a comunicação da Latam, GOL e Azul e tirou dúvidas sobre como está a situação de cada companhia sobre a Covid

Foto: Divulgação

Com o aumento do número de casos de Covid-19 e Influenza no País e no mundo, o roteiro de viagens começa a mudar e surge a dúvida sobre a situação das passagens de avião, cancelamentos, possibilidade de reembolso e alterações. Dessa forma, a Frisson conversou com a comunicação da Latam, GOL e Azul e tirou dúvidas sobre como está a situação de cada companhia sobre a Covid. 

Confira o pronunciamento de cada empresa: 

Latam
A Latam cancelou 44 voos em todo o Brasil apenas nesta quarta-feira, 12, e 183 entre o domingo, 9, e o próximo domingo, 16, devido à pandemia. O número representa 1% de todos os voos domésticos e internacionais da companhia para janeiro. Apesar dos cancelamentos, nenhum dos voos com destino ou saída de Fortaleza foram cancelados entre os dias 12 e 16 de janeiro. 

A companhia orienta que o passageiro confira o status do voo antes mesmo de se dirigir ao aeroporto. Caso haja alteração, o passageiro pode marcar sua viagem sem multa ou diferença tarifária ou solicitar o reembolso da passagem sem multa pelo site da Latam e acessando “Minhas Viagens” e "Administrar suas Viagens”.  

Azul 
A companhia aérea Azul indica que tem acompanhado o aumento no número de casos e que vem registrando um aumento no número de dispensa entre seus funcionários tripulantes devido à Covid e Síndrome Gripal e que, devido a esse número, está tendo que programar alguns voos de janeiro. A companhia não indicou quantos voos foram alterados ou quais são os destinos e saídas. 

“É importante ressaltar que mais de 90% das operações da companhia estão funcionando normalmente e que os clientes impactados estão sendo notificados das alterações, reacomodados em outros voos da própria companhia e recebendo toda a assistência necessária conforme prevê a resolução 400 da Anac”, destacou a companhia. 
 

GOL

A GOL indicou que, até o momento, não registrou cancelamentos de voos devido à Covid-19, mas que segue atenta ao aumento de casos de Covid-19 e Influenza. “Aumentamos o alerta para nossas equipes que atuam nos aeroportos e em nossos voos para redobrarem os cuidados. O uso de máscara é obrigatório em todas nossas operações”, destacou, em nota. 

Ainda, a companhia destacou que registrou aumento de casos positivos entre colaboradores e que os tripulantes foram afastados para se recuperarem em casa, mas que nenhuma dessas mudanças alterou significativamente os voos. 

“Em relação a Clientes, os casos positivos reportados antes do embarque estão sendo tratados com três opções oferecidas aos passageiros: cancelamento com o reembolso do valor total; cancelamento, mas com o valor total deixado como crédito para futuras compras; ou remarcação sem custos adicionais”. 

COMENTÁRIOS