Grupo Cidade
Fortaleza aparece como um dos destinos mais procurados para o fim do ano

A capital cearense aparece em terceiro lugar, atrás somente de Porto Seguro (BA) e Maceió (AL), e seguido de Natal (RN) e Porto de Galinhas (PE)

Foto: Divulgação

Um levantamento feito pela empresa de turismo CVC Corps indicou que Fortaleza está entre os cinco destinos mais procurados para o fim do ano por brasileiros. A capital cearense aparece em terceiro lugar, atrás somente de Porto Seguro (BA) e Maceió (AL), e seguido de Natal (RN) e Porto de Galinhas (PE). 

A CVC Corps é um conglomerado que reúne as empresas CVC Viagens, Submarino Viagens, Experimento Intercâmbio Cultural, Visual Turismo, RexturAdvance e Grupo Trend

Nesta semana, a Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor) havia anunciado que a previsão é que cerca de 500 mil turistas, entre nacionais e internacionais, devem visitar a Fortaleza na alta estação. A pesquisa é do Observatório do Turismo, que indica que essa movimentação deverá injetar mais de R$ 1,4 bilhão na economia da Capital. 

Já em relação aos destinos internacionais mais buscados nas empresas, estão Portugal (1º), Caribe (2º), Argentina (3º), Estados Unidos (4º) e França (5º).  

Nova variante

Apesar dos números de turismo, a preocupação se relaciona principalmente com a nova variante do coronavírus, Ômicron, que vem sendo responsável pelo fechamento de fronteiras no mundo inteiro, principalmente voltadas para países da África austral. Após recomendação da Anvisa, o Brasil restringiu voos dos países África do Sul, Botsuana, Suazilândia (Eswatini), Lesoto, Namíbia e Zimbábue.

Segundo o secretário de turismo de Fortaleza, Alexandre Pereira, indicou que o retorno do turismo vem sendo justificado pela vacinação e exigência dos protocolos. “Considerando que a pandemia ainda não está totalmente controlada e esperando que muitos ainda sejam vacinados, a tendência é que os números de 2022 sejam ainda melhores se comparados com os mesmos períodos de 2021”, destaca. 

Leia também | Camilo Santana suspende edital de Carnaval da Secult, que definiria os ciclos carnavalescos de 2022

A Frisson entrou em contato com a Secretaria de Turismo Municipal, que indicou que ainda não há planejamento da pasta para a nova variante.

 

COMENTÁRIOS