Grupo Cidade
Como ter uma mentalidade digital?


Foto: Reprodução

Para algumas pessoas estar no digital ainda é ter pouco contato com as pessoas ou manter relações somente online. Sinto dizer, que estar no online é ter presença tanto quanto no offline. Afinal, você não conseguiria ter uma vida tão dividida e separada assim.

Você tem uma vida. O digital é uma expansão dela. Então, se comprometa com as pessoas.

A seguir, observe três dicas para uma mentalidade digital:

1. Durante uma conversa, seja apenas uma pessoa compartilhando um momento com outra pessoa.
Converse olhando nos olhos. Escute-a. Perceba o seu ponto de vista. Seja curioso sobre o assunto da conversa. As pessoas só querem ser ouvidas. 

2. Não use o celular. 
Por mais que o assunto não seja a sua praia, que você não seja a pessoa que soluciona toda a confusão, você não precisa colocar mais lenha na fogueira para a pessoa se sentir insignificante. Escute e pergunte como ela acha que você pode ajudá-la.

3. Esteja presente.
Sua presença é o maior presente que você pode dar a alguém. Num mundo de áudios acelerados, videos curtos e ligações raras, estar é se comunicar com amor. 

Gosto de praticar isso para entender que, do outro lado da tela do celular, existe você me assistindo. E o que você pensa, fala e faz é importante pra mim. 

Ter uma mentalidade digital não significa que você deva ser uma máquina, funcionando automaticamente para cumprir uma programação.

Ter a mentalidade digital é ser vulnerável nas redes sociais e interagir com inteligência emocional. Não cabe aqui o que você vai conseguir de curtidas, mas abre um espaço maravilhoso para quem você é e a forma como você vai impactar as pessoas.

Essa mentalidade é sobre essência. 

Faz sentido pra você?

Por Lidú Figueiredo 
@lidufigueiredo

COMENTÁRIOS