Grupo Cidade
Produção industrial do Ceará retrocede 7,7% em fevereiro; resultado é o piro entre locais analisados

O resultado sucede ao de janeiro, que também apresentou uma redução da atividade industrial (-1,1%)

Foto: Divulgação

A produção industrial do Ceará teve uma queda de 7,7% em fevereiro em relação aos valores de janeiro. A porcentagem do Estado marca o pior resultado do mês entre os 15 estados pesquisados, além de estar 7 pontos percentuais abaixo da média nacional, que também registrou um resultado negativo (-0,7%). 

O resultado sucede ao de janeiro, que também apresentou uma redução da atividade industrial (-1,1%). Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal Regional (PIM Regional), de periodicidade mensal, divulgados na manhã desta quinta-feira, 8, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Quando comparado com fevereiro de 2020, antes da pandemia, o resultado também é negativo, com uma redução de 0,5%. Mas, quando o acumulado é dos últimos 12 meses, há uma regressão na atividade industrial (-5,8%). 

Seguidos do Ceará, estão Pará (-7,4%), Bahia (-5,8%) e a região Nordeste (-2,6). No total, 10 dos 15 locais pesquisados registraram resultados negativos para a atividade industrial. 

Já Mato Grosso (7,3%) e Espírito Santo (4,6%) apontaram os maiores avanços no mês, após apresentarem um recuo em janeiro.

 

COMENTÁRIOS