Governo do Ceará lança Hub de Hidrogênio Verde, complexo de distribuição de energia limpa

A iniciativa conta com a parceria da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec)

Foto: reprodução Instagram

O Governo do Ceará lançou nesta sexta-feira, 19, o programa “Hub de Hidrogênio", que pretende ser um polo de distribuição de energia limpa no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), a 60 km de Fortaleza. O investimento é de US$ 5,4 bilhões pela empresa australiana EnergyX, que é reconhecida mundialmente por promover energia considerada sustentável. 

A iniciativa conta com a parceria da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec). O lançamento ocorreu na manhã desta sexta-feira, 19, e contou com a participação do governador Camilo Santana (PT), do reitor da UFC, prof. Cândido Albuquerque, do presidente da Fiec, Ricardo Cavalcante, e do secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Maia Júnior. 

Já o CEO da empresa australiana Enegix Energy, Wesley Cook, o diretor do Porto Internacional de Roterdã, René van der Plas participaram de forma remota, além de secretários estaduais, pesquisadores e empresários. Todo o lançamento foi transmitido pelas redes sociais do Governo do Estado.

"Considero este um momento histórico para o Ceará. A ideia é transformar o Pecém em um grande hub de produção de hidrogênio, não só para as atividades econômicas do Ceará e do Brasil, mas também para exportação para a Europa e outros continentes", afirmou o governador. A proposta é reduzir a emissão de poluentes pelo uso de energias “verdes” e que não agridam ao meio ambiente. 

Segundo Ricardo Cavalcante, a proposta é que o Ceará se torne, ainda em um futuro próximo, um dos grandes produtores dessa fonte de energia. "Estamos bem localizados, somos experientes em energias limpas, tanto eólica quanto solar. Isso nos faz imbatíveis no mundo. O hidrogênio verde já é uma realidade, e toda a base industrial de alguns países vem sendo mudada", disse o presidente da Fiec. 

O Hidrogênio Verde

O hidrogênio é uma substância que não se encontra disponível em estado puro. Assim, quando é separado de outras substâncias de forma renovável, é chamado de “hidrogênio verde”. A tecnologia de separação será o processo químico chamado de eletrólise que, pelo uso de correntes elétricas a partir da geração solar ou eólica de energia, resulta na separação do hidrogênio sem a necessidade de combustão e sem emissões de dióxido de carbono na atmosfera. 

Ele surge como uma das alternativas mais acessíveis de descarbonização das indústrias.

 

COMENTÁRIOS