Após anúncio de fechamento da Ford, General Motors pretende investir R$ 10 bilhões no País até 2024

O investimento, que havia sido anunciado ainda em 2020, deve ser direcionado à inovação, como a ampliação de tecnologias

Foto: Divulgação

Um dia após o anúncio da Ford do encerramento completo de sua produção de veículos no Brasil, a empresa General Motors divulgou que, em 2021, pretende retomar com a proposta de investimento de R$ 10 bilhões no País. A informação é do jornal CNN Brasil, que indica que os valores devem ser previstos para os anos de 2020 a 2024. 

O investimento, que havia sido anunciado ainda em 2020, deve ser direcionado à inovação, como a ampliação de tecnologias, incluindo o assistente virtual OnStar e a opção de wi-fi roteado pelo próprio veículo, e à produção de modelos inéditos no Brasil. Anteriormente, a empresa havia investido R$ 13 bilhões para o período de 2014 e 2019.

A produção de veículos no Brasil passou por dificuldades devido à pandemia, encerrando 2020 com uma queda de 31,6%, de acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). 

Empresa estadunidense, a GM Motors inclui diversas marcas em seu portfólio, entre Buick, Cadillac e Chevrolet. Com sede em Detroit, nos Estados Unidos, a empresa foi fundada em 1908. 

Saída da Ford

Na segunda-feira, 11, a Ford anunciou o encerramento de toda a sua operação no Brasil, surpreendendo fornecedores, concorrentes, funcionários e os governos das localidades. A empresa possui fábricas em Camaçari, na Bahia, Taubaté, no interior de São Paulo, e uma unidade da Troller em Horizonte, no Ceará. No Estado, a empresa possuía 406 funcionários. No total, eram cerca de 5 mil funcionários no País.

A Ford encerrará a produção à medida em que a pandemia de covid-19 amplia a persistente capacidade ociosa da indústria e da redução das vendas, resultando em anos de perdas significativas”, disse a montadora em comunicado. 

COMENTÁRIOS