O que você diz e como você diz no marketing


Liduína Figueiredo (Foto: Divulgação)

Palavras importam. E importam muito. Elas dão direcionamento e significado às coisas. Quando Martin Luther King disse em seu discurso em 1963: “EU TENHO UM SONHO” (I Have a Dream), ele sabia com profundidade o que estava falando. 

Se ele tivesse dito “Eu tenho um plano”, provavelmente não teria o mesmo impacto. Não há dúvida de que ele tinha realmente um plano.

A história conta que ele se reunia com várias pessoas para discutir esse plano. Contudo, como a pessoa que levanta a bandeira do Movimento pelos Direitos Civis, Martin Luther King não era responsável por escrever a estratégia desse plano. 

Ele era responsável pelo sonho e por assegurar que os responsáveis pelo plano trabalhassem para levar o sonho adiante.

Ele era o líder dos DIZERES. E sabia exatamente o que estava fazendo. Com isso, conquistou adeptos e inspirou um grupo de pessoas para a sua causa.

Ele criou o espírito de COMUNIDADE ao selecionar bem as palavras que pronunciava. 

No marketing, pessoal ou corporativo, você deve levantar uma bandeira, ter uma causa, defender um ponto de vista. Um líder de visão mantêm os negócios sempre em alta por acreditar que seu trabalho é maior que O PRÓPRIO NEGÓCIO. 

O marketing orientado por uma VISÃO trabalha para as pessoas que acreditam e apoiam suas ideias. 

Como disse Herry Ford: “Um negócio que nada faz além de ganhar dinheiro, é um péssimo negócio”. Os negócios existem para levar tecnologia, qualidade de vida ou qualquer outra coisa (com capacidade de facilitar nossa vida) adiante.

Quando eu comecei a praticar o marketing que acredito, percebi que o cerne do desenvolvimento é a habilidade de acompanhar o plano de crescimento e a disposição para agir com prudência quando algo ainda não está totalmente pronto, ou correto.

DIREÇÃO é mais importante que VELOCIDADE. Por isso, ter uma VISÃO torna a jornada mais apta a ser encarada. A maestria vem com tempo, criando sua habilidade de perceber as mudanças e suas próprias estratégias para se manter na jornada. 

É como jogar um jogo infinito, cujo o objetivo principal de se manter jogando é mais importante que a noção de VENCER OU PERDER.

Se manter no jogo significa que você está apto a criar suas próprias conexões e aprender no processo com o próprio público. Como diz Simon Sinek, “O jogo infinito não quer simplesmente que sua empresa seja capaz de enfrentar uma mudança, e sim que seja capaz de se transformar com ela”. 

Então, o que você vai DIZER para inspirar a sua comunidade? Escreve aí que te ajudo a construir seu jogo infinito no marketing no contexto do mundo Business.

Por Liduína Figueiredo 
@lidufigueiredo

COMENTÁRIOS