Grupo Cidade
Documentários “5 Casas” é o grande vencedor da 31° edição do Cine Ceará; veja fotos

Além do documentário, outros longas como “Bosco”, “Fortaleza Hotel” e “A Praia do Fim do Mundo” também foram premiados

Foto: Chico Gadelha/Divulgação

Em noite marcada pela presença de diversas personalidades do cinema e da cultura em geral do Ceará, o documentário “5 Casas”, dirigido pelo cineasta Bruno Gularte Barreto, foi o grande vencedor do 31º Cine Ceará - Festival Ibero-americano de Cinema. Os resultados foram anunciados na última sexta-feira, 3.

Além do prêmio de longa metragem, que garante à equipe o Troféu Mucuripe e mais R$ 20 mil para a distribuição do filme, o documentário também foi o ganhador de Melhor Roteiro, para Bruno Gularte e Vicente Moreno, e Melhor Som, para Emil Klotzsh. A história acompanha um grupo de pessoas bem diferentes entre si e que vivem em cinco casas, mas que acabam interagindo de uma forma. 

Na cerimônia, outros longas como “Bosco”, “Fortaleza Hotel” e “A Praia do Fim do Mundo” também foram premiados.

Também na noite, foi exibido o longa-metragem “O Marinheiro das Montanhas”, filme do cearense Karim Aïnouz - conhecido pela “A Vida Invisível” (2019) - que foi ovacionado no Festival de Cannes deste ano

Além do anúncio dos vencedores, o festival também homenageou o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), com o troféu Eusélio Oliveira. Camilo recebeu o prêmio por seu trabalho pela cultura do Estado, principalmente relacionado ao apoio para minimizar o impacto da pandemia do novo coronavírus.  

Confira a lista de vencedores:

Mostra Competitiva Ibero-Americana de Longa-Metragem 

Melhor Longa-metragem 

“5 Casas”, de Bruno Gularte Barreto 

Melhor Direção 

Alicia Cano Menoni, por “Bosco”

Melhor Atuação Feminina

Clebia Sousa, por “Fortaleza Hotel”

Melhor Atuação Masculina

Vanderlei Bernardino, por “Fortaleza Hotel”

Melhor Roteiro 

Bruno Gularte Barreto e Vicente Moreno, por “5 Casas”

Melhor Fotografia 

Petrus Cariry, por “A Praia no Fim do Mundo”

Melhor Montagem 

Guillermo Madeiro, por “Bosco” 

Melhor Trilha Sonora Original 

Giorgio Ferrero e Rodolfo Mong, por “Bosco”

Melhor Som 

Emil Klotzsh, por “5 Casas”

Melhor Direção de Arte 

Sergio Silveira, por “A Praia do Fim do Mundo”

Prêmio da Crítica - Abraccine 

“A Praia do Fim do Mundo”, de Petrus Cariry

Mostra competitiva brasileira de curta-metragem 

 

Melhor Curta-metragem 

“Chão de Fábrica”, de Nina Kopko

Melhor Direção 

Pedro Gonçalves, por “O Resto” 

Melhor Roteiro 

Carlos Segundo, por “Sideral”

Prêmio da Crítica - Abraccine: “O Durião Proibido”, de Txai Ferraz 

Prêmio Canal Brasil de Curtas: "Chão de Fábrica”, de Nina Kopko

Troféu Samburá Melhor Curta Metragem: "Sideral", de Carlos Segundo

Troféu Samburá Melhor Direção: Júlia Fávero e Victoria Negreiros, por "Como Respirar Fora d'Água"

Mostra Olhar do Ceará

Melhor Longa-metragem 

“Minas Urbanas”, de Natália Gondim 

Melhor Curta-metragem 

“Sebastiana”, de Cláudio Martins

Prêmio Água e Resistência: “Jeanstopia”, de Gabriel Viggo E Murilo Da Paz, eleito pelo Júri Olhar Universitário 

Mostra Pontes Criativas

De Fortaleza

"Eu sou as cores, você é a praça", de Paulo Ribeiro e Anio Tales Carin

De Santos

"Eu não sou daqui", de Leandro Olímpio

Veja fotos de Chico Gadelha e Luiz Alves:

COMENTÁRIOS