Grupo Cidade
HOME NOTÍCIAS SAÚDENUTROLOGIA
Quais são os perigos da auto-suplementação?


Foto: Divulgação

Com a pandemia do coronavírus, vimos surgir pelas redes sociais e grupos de WhatsApp informações acerca de suplementações. Mas ao mesmo passo, muitos não sabem os perigos da auto-suplementação.

Importante entender que a suplementação de vitaminas e minerais podem sinergir ou competir. Isso tudo vai depender das doses. 

É algo que falamos muito, por isso é importante ficar atento às doses de forma correta, para sinergirem e trazerem todos os benefícios necessários.

E sobre os perigos da auto-suplementação, preparei o artigo abaixo em que explico melhor sobre esse tema. Vamos lá?

A onda da auto-suplementação

A cada dia, vemos, na TV e também na internet, propagandas de suplementos vitamínicos e minerais que prometem verdadeiros milagres.

Infelizmente, a propaganda é feita para vender determinado produto, mas nem sempre todas as pessoas precisam das mesmas vitaminas e minerais, nas quantidades comercializadas nesses produtos.

Na outra ponta, com a pandemia do coronavírus, vimos diversas mensagens incentivando suplementação de zinco, vitaminas C, D, entre outras. E em algumas mensagens, indicando doses praticamente tóxicas ao organismo.

O resultado disso são pessoas que, ao praticarem a auto-suplementação, trazem mais malefícios do que benefícios ao organismo. Ao invés de fortalecer o corpo, consomem doses nada recomendadas.

É possível ter uma overdose de vitaminas e minerais! E tomar alguns deles diariamente pode causar problemas de saúde!

Os perigos da auto-suplementação

É possível exceder as suas necessidades e, em alguns casos, você pode ter consequências graves com alguns nutrientes.

Isso não quer dizer que se você tomar acidentalmente dois comprimidos de um multivitamínico no mesmo dia terá problemas. 

Trata-se mais de tomar um suplemento de forma consistente, mesmo que seja algo como o cálcio, que você sabe que é a chave para a sua saúde. 

Cálcio

Um estudo publicado no Journal of the American Heart Association descobriu que, embora os alimentos ricos em cálcio possam ajudar a proteger a saúde do coração, os suplementos de cálcio podem aumentar o risco de acúmulo de placa nas artérias. Isso causa danos ao coração. 

Além disso, existem outros suplementos comuns que podem ser arriscados se você tomar muito.

Por exemplo, como o cálcio, a sobrecarga de suplementos de potássio é potencialmente problemática para o seu corpo. O mineral tem a função de regular o batimento cardíaco, e ingerir muito dele pode causar problemas cardíacos.

Vitamina A

A vitamina A é outro exemplo de um suplemento aparentemente ótimo que pode causar estragos em seu corpo. 

Embora possa ajudar a manter sua visão e sistema imunológico saudáveis, a toxicidade da vitamina A pode levar à perda de cabelo, perda óssea, confusão e até mesmo insuficiência hepática. 

Ao contrário dos tipos solúveis em água, como as vitaminas B e C, que normalmente você só vai fazer xixi se houver excesso em seu sistema, a vitamina A é armazenada em sua gordura corporal. Dessa forma, é mais fácil desenvolver uma toxicidade se você estiver tomando muito.

Ferro e zinco

Ferro e zinco também podem se acumular facilmente em seu corpo e causar vários problemas. 

Enquanto os sintomas de exagerar com um suplemento variam de acordo com a vitamina ou mineral, problemas digestivos são normalmente o primeiro sinal de que algo está errado.

Mas quando há excesso na auto-suplementação, as pessoas também podem sentir náuseas, vômitos, convulsões ou taquicardia. 

Ou seja, se você notar algum destes e suspeitar que pode ter tomado muito suplemento, pare de tomá-lo imediatamente e procure seu médico.

Consulte seu médico

Diante dos perigos da auto-suplementação, o recomendado é sempre ter uma consulta com seu médico. Vale lembrar ainda que certas vitaminas e minerais podem interagir com medicamentos, causando reações adversas.

Portanto, apenas o profissional saberá, por meio de exames, indicar qual a suplementação ideal para seu corpo, em que dose e frequência. 

Além disso, você pode obter facilmente os nutrientes de que precisa, desde que tenha uma dieta variada, com muitas frutas, vegetais, grãos inteiros, nozes, sementes e legumes. É sempre melhor obter vitaminas e minerais de alimentos integrais do que de suplementos.

 

DRA. MARYNA LANDIM BORGES

CRM.CE 16.304

COMENTÁRIOS