Grupo Cidade
Os 40 são os novos 25 anos


Foto: Lino Vieira

Se há algum tempo chegar aos 40 significava presenciar o aparecimento de manchas, flacidez na pele e o avanço das rugas, hoje essas preocupações são menos recorrentes. O motivo: as mulheres estão mais conscientes sobre a importância de se cuidarem (não só pela estética) e tendo acesso aos melhores procedimentos do mercado. Posso então afirmar que os 40 são os novos 25? Acredito que sim! As quarentonas estão cada vez mais bonitas. Muitas vezes, mais do que quando tinham seus 25 anos.

Devemos usar esse avanço do mercado da beleza, saúde e estética a nosso favor, para que a chegada dos 40 represente pele com vitalidade. É de grande importância destacar que não estou falando sobre procedimentos estéticos exagerados, bocas enormes e pele totalmente esticada, mas sim de um processo de rejuvenescimento gradual e natural. Vale até citar algumas belas que estão, na minha opinião, no auge aos 40 por conta dessa questão da naturalidade: Gisele Bundchen, Claudia Leitte, Beyonce (chega à idade em setembro) e Mariana Ximenes (inclusive "quarentou" recente).

Para estar aos 40 plenamente maravilhosa e saudável, você precisa tomar medidas importantes. Algumas delas são relacionadas a procedimentos estéticos que visam preservar a beleza natural, ao mesmo tempo que evitam os sinais de envelhecimento, como Ácido Hialurônico, Toxina Botulínica, laser, peelings e bioestimuladores de colágeno injetáveis. Opte também por produtos que ajudam a manter a cútis bem protegida e radiante prescritos pelo seu médico.

Beleza de dentro para fora aos 40! Comece a evitar hoje mesmo os inimigos do rejuvenescimento, o que te proporcionará, uma melhor qualidade de vida. Olha só:

Sol: os raios solares danificam as fibras de colágeno, destroem paredes de vasos e alteram a pigmentação da pele.

Consumo de açúcar: agiliza o envelhecimento da pele, resultando na formação de rugas e na perda de elasticidade e de tonicidade.

Cigarro: a nicotina atrapalha a produção natural de colágeno e danifica o DNA das células.

Falta de sono: aquela expressão “sono da beleza” faz todo o sentido. Quando dormimos ocorre a produção da melatonina, que é um potente antioxidante. O déficit de descanso gera, ainda, um aumento na liberação de cortisol, o que pode levar à perda de colágeno.

Estresse: induz a produção dos radicais livres. Evite também o sedentarismo, poluição, consumo de cafeína e álcool.

É importante frisar que as mulheres tem muitas informações sobre os procedimentos nas redes sociais e que o mercado oferece opções de promoções e procedimentos realizados por profissionais não qualificados. Saliento a importância de quando for cuidar da sua pele procure o profissional chancelado pelo Conselho Federal de Medicina para tratar a pele que e o dermatologista.

Por Viviane Martins 

COMENTÁRIOS