Grupo Cidade
Camilo deixa Governo neste sábado e deve concorrer a senador; Izolda assume como governadora

Conforme determinado pela Justiça Eleitoral, Camilo deixou o cargo seis meses antes da eleição para se candidatar a senador

Foto: Divulgação

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), saiu oficialmente da liderança do executivo do Governo do Ceará neste sábado, 2. A solenidade de transferência do cargo para a sua então vice, Izolda Cela (PDT) deverá ocorrer ainda neste sábado, 2, às 15h30min na Assembleia Legislativa, e às 17 horas, no Palácio da Abolição.

Conforme determinado pela Justiça Eleitoral, Camilo deixou o cargo seis meses antes da eleição para se candidatar a senador. O governador já havia indicado durante entrevistas a jornais do Ceará que a vice Izolda Cela "está preparada para continuar as ações" do Governo do Estado.

Governador do Estado há mais de sete anos, Camilo foi eleito primeiramente em 2014, tendo recebido mais de 53% dos votos no segundo turno contra Eunício Oliveira (MDB). Já em 2018, se elegeu ainda no primeiro turno com 79,94% dos votos. 

Durante seu mandato, enfrentou diversas crises, com destaque para a pandemia da Covid-19, que iniciou oficialmente em março de 2020 e segue com articulações de políticas públicas - como a vacinação contra a Covid-19 - até o momento. Entre outros momentos de crise nopoder público no Ceará, estão os atentados de janeiro de 2019 e o motim da Polícia Militar, em 2020. 

Já Izolda Cela é psicóloga e professora e teve sua passagem como vice marcada principalmente por se envolver em programas contra a violência e a favor da educação. Durante sua atuação na Secretaria da Educação, foi criado o Programa Alfabetização na Idade Certa (Paic), em 2007, que deu origem ao Programa Nacional de Alfabetização na Idade Certa (Pnaic). O projeto foi um dos responsáveis em aumentar o Ceará no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

 

COMENTÁRIOS