Grupo Cidade
Motoristas de ônibus pausam greve e marcam nova assembleia para próxima quarta

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro) também já anunciou uma assembleia para novas negociações na quarta-feira, 16

Foto: Divulgação

Após terem deflagrado greve nesta terça-feira, 8, pelo reajuste dos salários e pela vacinação da categoria, motoristas de ônibus e transportes rodoviários aceitaram proposta do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª região para pausar a greve até a próxima terça-feira, 15. O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro) também já anunciou uma assembleia para novas negociações na quarta-feira, 16, mas que, caso as solicitações não sejam atendidas, a greve deve continuar.

O Sintro já havia anunciado o estado de greve - uma espécie de aviso prévio - no dia 29 de maio. 

Os motoristas estão em greve para reivindicar reajuste salarial de 2020 e 2021 por parte das empresas, reajuste na cesta básica, retorno do plano de saúde anterior, pela vacinação da categoria e pelo fim da dupla função dos motoristas (de dirigir e de cobrador). De acordo com nota do Sintro, não houve reajuste de acordo com a inflação nem em 2020 nem em 2021. O pedido é então é que tenha um reajuste de pelo menos 9% nos salários dos motoristas. 

Ainda, com a redução da frota de ônibus, que em momento algum pararam de circular durante a pandemia, cerca de 20 motoristas faleceram em decorrência da Covid-19. Os motoristas também estão criticando o repasse de R$ 48 milhões, aprovado na Câmara de Vereadores, que deverá ser feito aos empresários pela Prefeitura e Governo do Estado. "Os empresários que receberam R$ 48 milhões do Governo e da Prefeitura, se recusam a dar reajuste salarial em 2021 de novo", diz nota do Sintro.  

Em resposta, o  Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) indicou que “espera retomar as negociações na data estipulada visando um consenso que permita a continuidade do serviço de transporte para todos. O Sindiônibus ressalta que o foco neste momento é superar o período de pandemia com a melhor segurança possível para as empresas associadas e todos os seus colaboradores”.

Segundo o Sindiônibus, as frotas de ônibus de Fortaleza e da Região Metropolitana seguirão circulando normalmente e em sua totalidade.

 

COMENTÁRIOS