Grupo Cidade
Sindicato de motoristas de ônibus iniciam greve na terça, 8, por reposição de inflação nos salários

As críticas também envolveram os motoristas rodoviários que não tiveram direito a isolamento social. O setor também criticou o fato da categoria não estar no grupo prioritário da vacinação.

Foto: Divulgação

O Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário no Estado do Ceará (Sintro) anunciou que motoristas de ônibus irão iniciar greve na próxima terça-feira, 8, contra a negativa dos empresários de ônibus de repor a inflação no salário dos motoristas. 

Atualmente em estado de greve - uma espécie de aviso prévio - desde o último dia 29 de maio, os trabalhadores anunciaram a paralisação para protestar pela falta de reajuste salarial. Em 2020, o sindicato indica que não houve mudança frente a uma inflação de 2,46%. Já em 2021, foi registrada uma porcentagem de 7,59% Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). 

As críticas também envolveram os motoristas rodoviários que não tiveram direito a isolamento social. O setor também criticou o fato da categoria não estar no grupo prioritário da vacinação. 

“Há uma revolta dos motoristas com essa situação. A gota d´água foi a informação, disponível no portal do governo do estado, de que foi aprovado um pacote de R$ 48 milhões, do dinheiro público, destinado aos empresários de ônibus. Contudo eles se recusam a atender a reivindicação dos trabalhadores”, indicou a comunicação da Sintro.

A Frisson entrou em contato com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (SIndiônibus) e a comunicação indicou que ainda não foi notificada oficialmente da greve .

 

COMENTÁRIOS