Grupo Cidade
Desde o começo da pandemia, 9.980 profissionais da segurança foram afastados sob suspeita de Covid

Segundo dados da SSPDS, 48 policiais faleceram devido à doença, sendo 13 policiais civis e 35 policiais militares

Foto: Divulgação

Profissionais que não pararam durante a pandemia do novo coronavírus, os policiais civis e policiais militares estiveram expostos à Covid-19 desde o início dos primeiros casos no Ceará. Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), 9.980 profissionais da segurança foram afastados sob suspeita de Covid, sendo 1.738 policiais civis e 8.242 policiais militares. Os dados integram o período de 11 de março de 2020 a 7 de abril de 2021.

Também segundo dados da SSPDS, 48 policiais faleceram devido à doença, sendo 13 policiais civis e 35 policiais militares.  Atualmente, 354 policiais estão afastados sob licença médica, sendo 128 policiais civis e 256 policiais militares.  

“A SSPDS salienta que a pasta e suas vinculadas, desde o início da pandemia, têm adotado medidas visando preservar a saúde dos profissionais de segurança pública em todo o Estado. Entre as iniciativas, está a aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), álcool em gel e outros materiais de higiene. Ao todo já foram mais de 200 mil máscaras, mais de 20 mil litros de álcool em gel, 1.500 litros de álcool líquido e mais de 12 mil escudos de proteção facial, entre outros materiais, como água sanitária, luvas, borrifadores e papéis toalhas adquiridos pela SSPDS e suas vinculadas, bem como oriundos de doações de instituições parceiras”, indicou a SSPDS, em nota enviada para a Frisson. 

Após reunião com o governador estadual, Camilo Santana (PT), o secretário da SSPDS, Sandro Caron, e o secretário de Saúde, Dr. Cabeto, o Estado do Ceará, junto a outros estados brasileiros, pediram para que os profissionais fossem incluídos como prioridade no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19. O pedido foi atendido pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, no último dia 31 de março. 

Neste domingo, 11, profissionais da segurança já começaram a ser imunizados contra o coronavírus em Fortaleza, no Centro de Eventos. 1483 profissionais da segurança estavam agendados.

 

COMENTÁRIOS