Grupo Cidade
Em primeiro dia sem lockdown, Ceará registra 93,7% das UTIs lotadas e 935 pessoas à espera de leitos

10 hospitais já estavam com 100% dos leitos de enfermaria lotados e um, o Hospital e Maternidade João Ferreira Gomes, em Itapajé, apresentava uma taxa de lotação de 150%

Foto: Divulgação

Nesta segunda-feira, 12, primeiro dia do começo da retomada econômica no Ceará, pelo menos 935 pessoas estavam à espera de leitos no Estado, sendo 592 no aguardo por Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e 343 por leitos de enfermaria. 

Também nesta segunda-feira, a taxa de ocupação das UTIs estava em 93,7%, número que, mesmo com o lockdown, não tem apresentado tendência de baixa e que deve ser um dos indicadores para as decisões de isolamento rígido ou reabertura econômica. Já a taxa de ocupação de enfermarias estava em 81,78%.

21 hospitais da rede estadual já registravam 100% da capacidade lotada em relação aos leitos de UTI. São eles: Casa de Saúde e Maternidade São Raimundo, Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara, Hospital José Martiniano de Alencar, Hospital Ana Lima, Hospital de Campanha Dr, Francisco Alves, Hospital Distrital Dr. Fernandes Távora, Hospital e Maternidade Regional São Francisco, Hospital e Maternidade São Francisco de Assis, Hospital Otoclinica, Hospital Regional de Icó Prefeito Walfrido Monteiro Sobrinho, Hospital São Carlos, Hospital São Lucas, Hospital São Raimundo, Hospital São Vicente, Hospital Abelardo Gadelha Rocha, Hospital Municipal Dr. Argeu Braga Herbster, Hospital Regional do Cariri (HRC), Hospital regional do Norte (HRN), Hospital São José de Doenças Infecciosas, Imtavi, Instituto Praxis. 

10 hospitais já estavam com 100% dos leitos de enfermaria lotados e um, o Hospital e Maternidade João Ferreira Gomes, em Itapajé, apresentava uma taxa de lotação de 150%. 

Apesar dos números, os casos confirmados de Covid-19 e de óbitos passaram por uma diminuição, segundo dados do boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde (Sesa), em relação à comparação da semana epidemiológica 13 (28 de março a 3 abril) e da 12 (21 a 27 de março). Segundo os dados, na confirmação de 8.325 novos casos e 536 óbitos por Covid-19 na semana, houve uma redução de 4,5% e 5,6%, respectivamente. 

Entretanto, tanto a Capital quanto o interior apresentaram crescimento no número de mortes, com um aumento de 30,5% e 19,4%, respectivamente.

 

COMENTÁRIOS