Grupo Cidade
Gasolina tem alta e chega a valor médio de R$ 5,92 no Ceará

Foto: Divulgação

O preço médio da gasolina comum teve uma alta de R 0,10 e chegou a R$ 5,92 no Ceará. A pesquisa foi feita pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) entre os dias 11 e 17 de julho em 191 postos de gasolina no Estado. 

Fortaleza registrou um valor máximo de R$ 6,190 e um mínimo de R$ 5,390, o menor encontrado na pesquisa. Já o preço mais alto encontrado no Estado foi na cidade de Sobral, por R$ 6,199. Caucaia registrou o maior preço médio, com R$ R$ 5,73.

Já o valor do óleo diesel teve um preço médio de R$ 4,73, com um valor máximo de R$ 5,04, em Iguatu, e a mínima de R$ 4,46, no Crato. 

Os valores dos combustíveis têm registrado crescimentos constantes em 2021. Em março, a máxima do Ceará estava em R$ 6,03. 

No começo de julho, a Petrobras anunciou reajustes nos preços da gasolina, do diesel e do gás de cozinha para 6,3%, 3,7% e 5,9%. Os novos preços pretendiam seguir a alta das cotações internacionais do petróleo.

Como é composto o preço da gasolina?

Os valores da gasolina são resultantes do preço do petróleo, da valorização do câmbio, de impostos estaduais e federais, da margem de revenda - ou seja, uma quantia decidida pelos postos de gasolina - e do etanol anidro.

Segundo Guilherme Ventura, especialista em Economia do UniAcademia, são dois os fatores principais que influenciaram o aumento recente. O primeiro diz respeito ao preço do barril do petróleo - matéria-prima utilizada para a gasolina - no mercado internacional. Por serem commodities internacionais - ou seja, matérias primas de comercialização global - tanto a  gasolina quanto o petróleo seguem os valores do mercado mundial, não sendo exatamente restritos ao Brasil. No País, a principal produtora de gasolina é a Petrobrás, empresa de capital aberto - cujo maior acionista é o Governo do Brasil - e proprietária de refinarias e petroleiros.

COMENTÁRIOS