Grupo Cidade
Federações da Indústria se reúnem com ministro Onyx Lorenzoni e discutem fundo de financiamento

A reunião ocorreu na noite da terça-feira, 8, no formato on-line e contou com outros nomes da Fiec e de outras Federações do Nordeste, do Norte e do Centro Oeste

Foto: Divulgação

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) e da Associação Nordeste Forte, Ricardo Cavalcante, se reuniu com o Ministro-Chefe da Secretaria-Geral da Presidência do Brasil, Onyx Lorenzoni para discutir uma possível sanção presidencial às Medidas Provisória 1016/2020 e 1017/2020. A reunião ocorreu na noite da terça-feira, 8, no formato on-line e contou com outros nomes da Fiec e de outras Federações do Nordeste, do Norte, do Centro Oeste e do Sudeste. 

As MPs dizem respeito à renegociação extraordinária de dívidas perante os Fundos Constitucionais do Norte (FNO), do Nordeste (FNE) e do Centro Oeste (FCO), com descontos de até 90% para quitação de débitos. Já aprovadas na Câmara dos Deputados, as medidas aguardam aprovação do presidente da república, Jair Bolsonaro (sem partido). 

Os fundos foram criados em 1989 pela lei de número 7.827 com o intuito de contribuir para o desenvolvimento econômico das regiões. Dessa forma, os recursos são os principais instrumentos para o financiamento da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR), que objetivam reduzir as desigualdades entre as regiões do País.

Além de Ricardo Cavalcante, da Fiec, estavam presentes também o 1º vice-presidente da Fiec, Carlos Prado, além dos prisdentes das Federações das Indústrias do Mato Grosso do Sul (Fiems), da Bahia (Fieb), de Pernambuco (Fiepe), de Goiás (Fieg), de Roraima (Fier), do Espírito Santo (Findes) e do Mato Grosso (Fiemt). A reunião também contou com os deputados federais Danilo Forte (PSDB/CE) e Júlio César (PSD/PI).          

COMENTÁRIOS