Grupo Cidade
Fortaleza e Natal lançam Rota do Sol Nordeste, que integra o turismo de Canoa Quebrada com Pipa

A rota envolve um pacote de uma semana de viagem tanto para as capitais Fortaleza e Natal quanto para Aracati - cidade de Canoa Quebrada - e Tibau do Sul - onde fica a Praia de Pipa

Foto: Divulgação

Fortaleza e a capital do Rio Grande do Norte, Natal, irão promover uma rota de turismo integrada, criando assim a Rota do Sol Nordeste, que cria um roteiro de destinos que, além das capitais, inclui Canoa Quebrada (a 150 km de Fortaleza) e a Praia de Pipa (a 86 km de Natal). 

A “Rota do Sol Nordeste - Turismo Integrado Fortaleza-Natal” será lançada em Natal no dia 15 de junho e em Fortaleza no próximo dia 17 e o projeto reúne as secretarias municipais de Turismo dos municípios.

A rota envolve um pacote de uma semana de viagem tanto para as capitais Fortaleza e Natal quanto para Aracati - cidade de Canoa Quebrada - e Tibau do Sul - onde fica a Praia de Pipa. A concepção teve como inspiração os pacotes de viagens europeus, onde é comum o turista entrar no continente por um país e sair pelo outro. 

“Esse é um projeto inovador, pois é a primeira vez que duas capitais se unem pra se promoverem juntas, ao invés de disputarem o mesmo turista. No final de 2019, fui a Natal levar a ideia ao secretário Fernando Fernandes, que não só acolheu, como se entusiasmou com o projeto. Também apresentei a ideia ao ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, que manifestou interesse em tornar essa uma política pública no País”, ressalta Alexandre Pereira, secretário do Turismo de Fortaleza, em nota enviada para a imprensa, indicando que o lançamento teve de ser adiado devido à pandemia do novo coronavírus. 

Duas das praias mais conhecidas do Nordeste, Pipa e Canoa Quebrada se destacam por seus potenciais turísticos. Canoa Quebrada se destaca pelas falésias, onde fica a imagem da lua esculpida, e pelo centro comercial, a famosa Broadway. Já Pipa é conhecida por seus balneários, onde é possível inclusive ver golfinhos pela região.

 

COMENTÁRIOS