Grupo Cidade
No Ceará, 834 estabelecimentos conquistam selo de turismo responsável, do Ministério do Turismo

Além do Ministério do Turismo, a Secretaria de Saúde do Estado (Sesa) também certificou 232 estabelecimentos com o Selo Lazer Seguro

Foto: Divulgação

No Brasil, 28.015 estabelecimentos conquistaram o Selo Turismo Responsável, Limpo e Seguro, do Ministério do Turismo do Governo Federal. O selo é entregue às instituições que seguem boas práticas de higienização, de forma a garantir segurança em relação aos protocolos da Covid-19. No Ceará, pelo menos 834 instituições conquistaram a certificação. 

O selo é dividido em categorias, entre meios de hospedagem; agência de turismo; parques temáticos; restaurantes cafeterias, bares e similares; casas de espetáculo, entre outras. O selo também certifica, como organizadores de eventos e guias turísticos. 

No Ceará, estabelecimentos como o Beach Park; Teatro RioMar; Hotel Sonata de Iracema; Moleskine Gastrobar; Vila Kalango, de Jericoacoara; entre outros locais. Cada segmento possui seu próprio protocolo sanitário a partir de diretrizes aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Em nota enviada para a imprensa, o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, garantiu o Brasil foi um dos 10 primeiros países a lançar protocolos de biossegurança. “A iniciativa do governo brasileiro evidencia o nosso compromisso em apoiar o setor de turismo em todo o país a se adequar à nova realidade do segmento – que exige medidas de segurança e proteção contra a Covid-19 – e possibilitar que a retomada de atividades ocorra de forma gradual e segura”, destacou.

É possível ver a lista completa dos estabelecimentos no site do Ministério

Selo Lazer Seguro do Estado

Além do Ministério do Turismo, a Secretaria de Saúde do Estado (Sesa) também lançou um selo para indicar os locais que foram certificados pelo Estado por estarem seguindo os protocolos de biossegurança. Segundo dados da Sesa, até maio deste ano, 232 estabelecimentos haviam sido reconhecidos com o Selo Lazer Seguro no Estado.

Entretanto, a Sesa não disponibilizou a lista de locais certificados.

Faturamento do turismo

Apesar das medidas para proteger o turismo, um dos primeiros setores a ser prejudicado devido à pandemia, um estudo do  Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) indicou que o faturamento do turismo no Brasil deve voltar à normalidade apenas em 2022

Segundo a pesquisa, a média de empresas que funcionam da mesma forma de antes do início da pandemia é de 16%. Entretanto, quando são analisadas empresas desse segmento, o número cai para 4%.  

Isso ocorre visto que, além de necessitar de uma vacinação em massa da população, o setor ainda terá que passar por uma reformulação para atender a todas as necessidades do cliente no momento pós-pandemia, de forma a mapear as oportunidades desse novo normal.

 

COMENTÁRIOS