Grupo Cidade
Ceará assina com quatro novas indústrias para investimentos na produção de Hidrogênio Verde

No total, dez empresas já demonstraram interesse em investir no H2V no Ceará

Foto: Divulgação

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), assinou nesta quarta-feira (13) quatro novos protocolos com indústrias para a produção de Hidrogênio Verde (H2V) no Ceará. As novas empresas, todas nacionais, são a Eneva, a Diferencial Energia, Hytron e a H2helium Energia, que irão se instalar no Hub de Hidrogênio Verde, em desenvolvimento no Complexo do Pecém.

A solenidade da assinatura foi transmitida por meio de live nas redes sociais do governador. Estavam presentes os secretários do Desenvolvimento Econômico Trabalho (Sedet), Maia Junior; da Infraestrutura, Lúcio Gomes; dos Recursos Hídricos, Francisco Teixeira; do Meio Ambiente, Artur Bruno; do secretário da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Inácio Arruda.

Além dos titulares das pastas, a solenidade contou com o presidente do Complexo do Pecém, Danilo Serpa, além do Reitor da UFC, Cândido Albuquerque, e do presidente da Fiec, Ricardo Cavalcante.

O hidrogênio é uma substância que não se encontra disponível em estado puro. Assim, quando é separado de outras substâncias de forma renovável, é chamado de “hidrogênio verde”. A tecnologia de separação será o processo químico chamado de eletrólise que, pelo uso de correntes elétricas a partir da geração solar ou eólica de energia, resulta na separação do hidrogênio sem a necessidade de combustão e sem emissões de dióxido de carbono na atmosfera. 

O processo vem sendo encarado como um aliado para a descarbonização das indústrias e para a produção de energia limpa. Durante o evento, o governador ainda destacou o potencial do Estado em se tornar um fornecedor global do H2V.

Leia também | Governo do Ceará lança Hub de Hidrogênio Verde, complexo de distribuição de energia limpa

Desde fevereiro, o Ceará reuniu nove empresas interessadas em produzir o combustível no Porto do Pecém. São elas as australianas Energix Energy e Fortescue, a francesa Qair, a White Martins e Neoenergia, que já assinaram os memorandos entre os meses de fevereiro e setembro. A EDP anunciou no mês passado a primeira usina de H2V do Ceará, que já deve iniciar operação em 2022.

Seminário Internacional Hidrogênio Verde no Ceará

O Ceará esta sediando o Seminário Internacional Hidrogênio Verde. O evento acontece no Centro de Eventos e debate as vantagens competitivas do Estado para a implantação do Hub. “A casa do hidrogênio verde no mundo será o Ceará e nós vamos trabalhar fortemente para isso”, garantiu o governador Camilo Santana, na abertura do evento nesta quinta-feira, 14. 

Comitiva do Governo vai à Espanha

Uma comitiva do Governo do Ceará foi à Espanha para conhecer projetos de energia a partir do hidrogênio verde. A missão técnica é composta por membros da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), do Complexo do Pecém, da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) e Universidade Federal do Ceará (UFC).

O convite foi feito pela empresa Neoenergia, controlada pela espanhola Iberdrola, que recentemente firmou uma parceria com o Ceará para implantar um projeto piloto de transporte público movido a hidrogênio verde. A comitiva também é de interesse do Estado, visto que o Ceará possui pelo menos 16 projetos em negociação para investimentos no formato de energia.

 

COMENTÁRIOS